text.skipToContent text.skipToNavigation
Cachos-com-chapinha-e-outras-dicas_MOBILE.jpg

Cachos com chapinha e outras dicas

Algumas mulheres adoram o efeito de cachos com chapinha. Tanto que não abrem mão do acessório no dia a dia. Os cabelos ficam naturalmente alinhados e intensamente brilhantes. Apesar de alguns especialistas afirmarem que o uso constante pode prejudicar a saúde dos fios, ainda assim é possível utilizá-la sem comprometer os cabelos. Para isso, bastar seguir alguns truques. Tenha o cabelo dos seus sonhos com a ajuda da chapinha!

Modelos no mercado

O mercado hoje oferece aos consumidores produtos profissionais com recursos que ajudam bastante na hora de alisar e manter os cabelos saudáveis. Mas, com tantas opções, fica difícil decidir qual é a melhor para você. Por exemplo, a de cerâmica, com revestimento em turmalina e a de titânio são as que agridem menos o fio. Já a ionizada sela os fios e mantém a hidratação natural, além de neutralizar a eletricidade do cabelo - o temível frizz.

A chapinha de turmalina, quando aquecida, libera íons negativos que também reduzem  o frizz. É ótima para selar a cutícula, mantendo o brilho e o alisamento do cabelo em dia. A piastra com infravermelho promove fios mais soltinhos, sem nós, bem macios ao toque, enquanto que a com nanotecnologia garante uma melhor higienização dos fios, eliminando fungos e bactérias dos cabelos, além de mantê-los limpinhos por mais tempo.

Primeiros cuidados

Para utilizar a chapinha, é preciso tomar alguns cuidados antes de alisar seus cabelos. Depois de uma boa lavagem dos fios, retire o excesso de água com uma toalha, faça uma escova com a ajuda de um protetor térmico e, só depois, utilize o acessório, para selar as cutículas e mantê-las brilhantes e alinhadas. Em hipótese alguma faça o alisamento com os fios encharcados de água, pois isso compromete gravemente os cabelos.

Separe as mechas

O calor deve ser distribuído em porções iguais, senão algumas partes do cabelo podem ficar mais lisas e outras, com o tempo, arrepiadas e onduladas, não garantindo um alisamento por completo. Alguns fabricantes, como a Gama, já criaram tecnologias que facilitam isso, a IHT. Por isso, separe pequenas mechas em toda extensão e passe a chapinha de 2 a 3 vezes nos fios, sem dobrá-los. Lembre-se que a prancha deve ficar reta em suas mãos, pois evita que quebre os fios. Comece o processo pela nuca e finalize na parte frontal, mantendo a distância de 1 cm da raiz. E não deixe a chapinha parada mais de 5 segundos em uma mesma mecha, viu?

Como fazer os cachos

Conseguir bons resultados ao fazer cachos com chapinha não tem grandes mistérios. Você pode acompanhar os passos a seguir:

  1. Comece separando uma porção de cabelo da parte frontal da cabeça e, em seguida, posicione a chapinha em torno da mecha e próximo à raiz. Puxe em direção às pontas, enrolando o aparelho.
  2. Depois, deslize até o final e solte. A dica aqui é enrolar a mecha com o dedo até a raiz e prender os fios com um grampo, formando um rolinho.
  3. Agora, você vai repetindo esse processo por todos os fios, seguindo na direção da parte central do cabelo até a nuca. Deixe as laterais por último.
  4. Quando soltar a chapinha, o cabelo já estará encaracolado. Mas o segredo aqui é formar os rolinhos para fixar melhor e, como segurança, evitar que ele se desfaça.
  5. É importante lembrar que, para o cacho se formar, é preciso que a prancha fique em contato com o cabelo durante um tempo para aquecê-lo. Isso acontece em 3 segundos. Cuidado para não passar disso, pois pode queimar os seus fios. Comece do topo da cabeça, desça alguns centímetros e prense-a novamente. Repita esse procedimento até as pontas, certificando-se de aquecer toda a mecha.
  6. Está tudo enrolado? Agora, espere de 10 a 15 minutos para que esfrie. E, para terminar, aplique spray fixador e solte os rolinhos.

Dicas sobre temperatura

Alguns abusam da temperatura por acharem que quanto mais alta, mais lisos os fios ficam. Isso é um verdadeiro engano, pois agride os cabelos de forma intensa. O ideal é buscar por temperaturas de acordo com as condições dos fios. Cabelos mais grossos podem utilizar até 230 ºC, enquanto que os quimicamente tratados não podem ultrapassar os 200 ºC. Fios finos, frágeis ou naturalmente lisos podem ficar entre 150 ºC e 180 ºC.

Pós-chapinha

Depois de todo o processo, utilize um finalizador nas pontas dos fios, como óleo de silicone, argan, entre outros que podem ser encontrados facilmente no mercado. E, antes de sair de casa, espere os fios esfriarem por completo. O contato com uma temperatura diferente dos fios pode deixá-los armados e secos. Portanto, paciência.

Hidratação sempre

Quem sempre utiliza secador ou pranchinha deve caprichar nas hidratações, principalmente se recorre a processos químicos, como alisamento, colorações, entre outros.