text.skipToContent text.skipToNavigation

Primeiros passos para andar

de bicicleta com segurança

Gostou? Compartilhe

Andar de bicicleta é ótimo para o corpo e a mente. É um exercício aeróbico (que usa o oxigênio para conseguir energia para o corpo), assim como a corrida e pode até cansar menos do que outros exercícios. Além disso, se a distância entre o banco e o pedal estiver certinha, o impacto em seus joelhos é mais fraco e o risco de lesão nos joelhos, bem baixo. Com o aumento das ciclovias em diversas cidades brasileiras, a bicicleta também virou um meio de transporte econômico, prático e saudável. Mas começar a pedalar com segurança exige alguns cuidados. Veja abaixo:

Sinalização

Para andar de bicicleta nas ruas, nos parques ou até mesmo nas ciclovias, é preciso aparecer! Use roupas claras, coloridas e chamativas, além de ter luzes de sinalização nas partes traseira e dianteira da bicicleta. Coloque também pequenas placas refletoras nos aros das rodas e nos pedais. Se tiver luzes piscantes para o capacete também, melhor ainda. Não se esqueça de ter uma campainha (ou buzina) e um espelho retrovisor colocado do lado esquerdo. Alguns destes equipamentos são obrigatórios por lei, como: capacete, campainha, sinalização noturna dianteira, traseira, na lateral e nos pedais e espelho retrovisor do lado esquerdo.

Manutenção

Mantenha sua bike em ordem. Veja sempre como estão os freios, as luzes e os pneus para não ficar na mão. Essa regra vale mesmo que você só use sua bicicleta para passear nos fins de semana. Se você pedalar todos os dias, então redobre o cuidado! Aprender a se virar sozinho e ter algumas ferramentas básicas, como um joguinho de chaves allen (às vezes usadas em lugares de difícil acesso, são chaves em formato de ¿L¿ e servem para fixar parafusos com cabeça hexagonal), um conjunto de chave de boca (para fixar, por exemplo, os parafusos maiores e mais fortes) e uma bomba pequena para encher os pneus podem ajudar muito. E não se esqueça de ter sua garrafinha d¿água sempre cheia. Beber água, no mínimo, a cada 30 minutos de exercícios ajuda a repor a energia.

Antes de sair, descubra o caminho que vai fazer

Antes de sair de casa, descubra qual o melhor caminho. Se você está começando a pedalar, não faça trajetos muito longos. Deixe o corpo se acostumar ao novo exercício, principalmente nas subidas. Como elas exigem mais esforço, comece pedalando por ruas retas. Cansou ou sentiu que está se esforçando demais? Pode parar e empurrar a bicicleta.
Depois, tente subir pequenas ruas não muito íngremes, sempre respirando fundo. Muita gente acha que é melhor subir pedalando ¿em pé¿, mas isso não é verdade, pois o impacto para os joelhos é maior. Na hora de descer uma via, não ache que ¿todo santo ajuda¿. É importante ter segurança nos freios. Fugir das ruas mais movimentadas é sempre uma boa. E não se esqueça de andar sempre no sentido correto das vias.

Conquiste seu lugar nas ruas

Andar de bicicleta muito próximo às guias da calçada pode ser mais perigoso do que seguro. Andar entre os carros também não é recomendado. Por isso, o ciclista pode ocupar o espaço de um carro. E os outros carros, por lei (segundo o artigo 210 do código de trânsito) têm que manter a distância de 1,5 m da bicicleta, sob pena de multa. Em todo caso, preste bastante atenção, principalmente quando estiver perto de veículos grandes.

Acessórios de segurança

Se tiver que escolher um acessório de proteção essencial para pedalar, dê preferência ao capacete. Além de ser um equipamento obrigatório por lei, é o mais importante e protege a cabeça em casos de queda. Luvas podem ser o segundo item, pois a tendência é apoiar o corpo com as mãos ou mesmo segurar-se em algum lugar. Procure sempre pedalar com roupas e tênis confortáveis.