text.skipToContent text.skipToNavigation
Reciclando-como-separar-o-lixo---mobile.jpg

Reciclando: como separar o lixo

A gente sempre ouve sobre a necessidade de contribuirmos mais com a manutenção do meio ambiente e do mundo em que vivemos. Para quem ainda não sabe como começar a agir, temos algumas dicas de como separar o lixo, uma atividade simples que todos podem colaborar.

Separe por tipos de lixo

Além das divisões fundamentais entre lixo seco e orgânico, ainda existem outras subdivisões. Enquanto o lixo orgânico deve ser relativo apenas aos restos de comida, cascas de frutas e legumes, o lixo seco pode ser dividido por tipos de materiais, como plástico, vidro, papel, metais e isopor. Quando for jogado fora, é importante manter cada um dos tipos de resíduos em lixeiras separadas para que, quando for necessário tirar o lixo, não seja preciso reunir o material e acabar deixando de fazer a separação corretamente.

Mantenha o lixo limpo

Não é porque os resíduos serão jogados fora que não precisam ser limpos. As embalagens, papéis, plásticos e latas devem ser limpos minimamente para que os resíduos orgânicos sejam eliminados e todo o material fique pronto diretamente para o processo de reciclagem. A limpeza não precisa ser tão rigorosa, com água potável, por exemplo. É importante apenas fazer uma limpeza para tirar os resíduos e pode ser até com a água que foi utilizada na máquina de lavar roupa.

E o lixo especial?

Existem alguns resíduos do nosso dia a dia que não devem ser colocados nem juntos com o lixo orgânico, nem com o seco. É importante levar aos postos de coleta de pilhas e baterias para que sejam enviados aos fabricantes novamente, mas ainda existem outras coisas: papel-carbono, etiqueta adesiva, fita crepe, guardanapos, fotografias, filtro de cigarros, papéis sujos, papéis higiênicos, copos de papel, espelhos, cristais, cerâmicas, porcelana, devem ser reunidos para que sejam colocados paralelamente ao lixo orgânico, pois, embora na essência possam ser considerados lixos secos, não podem ser reciclados, devem ser conduzidos ao local ideal para destruição.

Pense no lixo que você gera

Quando estiver no supermercado, você já pode notar que tipo de lixo você vai gerar quando consumir ou não um certo produto. Olhando por essa perspectiva, você também pode notar que alimentos frescos e naturais produzem menos lixo, pois podem ser aproveitados organicamente quando geram resíduos. E, mesmo que você se permita utilizar embalagens pensando como um produtor de lixo consciente, você também verá como cada embalagem poderá ser reutilizada e como essa mesma embalagem pode ser melhor reciclada depois do seu uso.

A separação do lixo não é algo difícil ou complexo de ser feito, basta que você tenha algumas lixeiras para manter a separação permanente e se comprometa com isso. Fazendo a separação básica, você já ajuda muito o meio ambiente e inicia um aprendizado muito valioso com a natureza.