text.skipToContent text.skipToNavigation
Colchão-de-mola-ou-espuma_MOBILE.jpg

Colchão de mola ou espuma?

Escolher o colchão errado pode tirar o sono de qualquer um! Se você está em dúvida sobre qual modelo deve investir, se é um colchão de mola ou espuma, deve antes pesquisar bastante sobre o assunto, até porque ele vai ficar na sua cama por um bom tempo. Para facilitar, temos algumas dicas sobre qual é o mais confortável e o certo para você. Conheça as vantagens de cada modelo e garanta bons sonhos.

Primeiro, não pense no preço, pense em conforto!

Um colchão caríssimo nem sempre está aliado ao conforto e poderá nem ser a melhor escolha para seu perfil. O preço sempre está atrelado a durabilidade da peça. Por isso, invista em um modelo que será melhor para suas noites de sono, sem pensar somente no preço.

Molas, para quem serve

O colchão de mola tem muitos modelos e cada um possui suas vantagens. Normalmente, as molas duram por bastante tempo, entre 5 e 10 anos. O colchão é categorizado dependendo do tipo de mola por metro quadrado, se são juntas ou de forma individual.

O bonnel, por exemplo, é bem conhecido e confortável, mas é indicado mais para quem dorme sozinho, pois ao deitar ele balança toda a estrutura e isso pode incomodar quem estiver ao lado. Já a ensacada ou pocket é ensacada individualmente e se molda facilmente aos contornos do corpo.

Espuma, indicada para quem

Já o colchão de espuma é escolhido de acordo com a densidade e, para isso, você deve saber o seu peso. Isso mesmo, pois assim você vai ter um modelo que é confortável e que certamente vai durar de forma razoável. Os modelos de espuma geralmente duram menos tempo do que os de mola, até 5 anos.

Acompanhe a densidade ideal para o seu peso: D18, para bebês e crianças de até 3 anos; D23, para quem tem até 60 kg; D28, para que pesa até 80 kg; D33, peso de até 100 kg; e D45, para até 150 kg. Isso não impede que você compre um modelo que tenha maior densidade do que seu corpo, pois isso fará com que a espuma não fique deformada.